Benvindo ao Centro Oftalmológico Professor Paulo Torres

Horário : Segunda a Sexta - 14:00 ás 20:00
  Contacto : 226 051 280

Cirurgia de Catarata

 COMO SE TRATA A CATARATA?

O tratamento da catarata é cirúrgico. Não há medicações em gotas ou em comprimidos que façam diminuir a catarata.

A cirurgia da CATARATA é um tratamento único e o resultado definitivo, isto é, o doente nunca mais desenvolverá outra catarata.

A cirurgia da CATARATA é considerada a cirurgia que melhores resultados, qualidade de vida e grau de satisfação oferece ao doente de entre todas as cirurgias hoje realizadas no corpo humano.

QUAL A TÉCNICA UTILIZADA NA CIRURGIA DA CATARATA?

A técnica cirúrgica mais utilizada em todo o mundo é a facoemulsificação do cristalino com introdução de uma lente intraocular, realizada sob anestesia local. Esta técnica, efetuada em mais de 98% dos casos, consiste na fragmentação do cristalino opacificado (CATARATA) em múltiplos pedaços pequenos, na aspiração dos mesmos através de uma porta de entrada de 2 mm feita na córnea e, posteriormente, na introdução de uma lente intraocular. Esta técnica é muito pouco agressiva para o olho, sendo a recuperação da acuidade visual pós cirurgia da CATARATA rápida, podendo o doente regressar à vida profissional em poucos dias.

clinica_prof_paulo_torres_catarata_3

 

 

 

 

 

 

 

 

A CATARATA PODE SER OPERADA POR LASER?

Não há uma cirurgia completa a LASER.

O LASER de femtosegundo utilizado (PhacoLASER) pode ser associado à facoemulsificação, técnica acima descrita. O procedimento LASER pode ser efetuado em sala própria ou no bloco operatório.

O LASER de femtosegundo permite, de uma forma mais segura do que a técnica manual, a abertura das portas de entrada na córnea, da capsulorrexis e da divisão do córtex e núcleo do cristalino opacificado. No entanto, a aspiração dos fragmentos da catarata e a colocação da lente intraocular têm que ser feitos com a técnica de facoemulsificação em sala de bloco operatório.

PARA QUE SERVE A LENTE INTRAOCULAR?

A lente intraocular serve para melhorar a acuidade visual do doente pós-cirurgia. A sua potência varia de doente para doente. A escolha da lente intraocular é efetuada através de um cálculo biométrico (Biometria Ótica) realizado no pré-operatório para permitir a correção de vícios refrativos pré-existentes, tais com miopia, hipermetropia e astigmatismo.

A lente intraocular mais utilizada nesta cirurgia é a lente monofocal simples. É colocada no local onde estava o cristalino opacificado, permitindo ao doente obter uma boa visão de longe sem necessidade de utilização de óculos e ou lentes de contacto. A visão de perto será corrigida com óculos próprios para o efeito.

No entanto, atualmente, já há a possibilidade de utilizar lentes intraoculares multifocais que permitem obter excelentes visões de longe e de perto sem a necessidade de óculos.

clinica_prof_paulo_torres_catarata_4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

QUAL O RISCO DA CIRURGIA DA CATARATA?

Atualmente, a cirurgia da catarata é um procedimento relativamente simples, rápido, seguro e com taxas se sucesso que rondam os 95%.

QUANTOS DIAS DE INATIVIDADE PÓS CIRURGIA DA CATARATA?

A cirurgia da CATARATA é realizada sob anestesia local (gotas anestésicas) e em regime de ambulatório. Na maioria dos casos não necessita de anestesia geral nem de internamento. A atividade profissional pode ser retomada ao fim de dois / três dias de pós-operatório. No entanto, o doente deve evitar esforços físicos violentos na primeira semana e colocar as gotas prescritas durante 10 a 30 dias.