Full Width FAQs

This is some basic text information about the FAQs page. You can leave it empty if you do not want to display this information. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat.

Dificuldades de leitura e aprendizagem

Dificuldades de leitura e aprendizagem

Conceitos mais recentes sob a causa e a fisiopatologia de certas dislexias e outros problemas de aprendizagem, hiperactividade, “deficit” de atenção, etc. passam pela importância da propriocepção, da função visual e motora ocular, da forma de condução das imagens do olho até aos centros cerebrais e principalmente da coordenação da audição com a visão e com os movimentos da mão. Muitas destas questões entroncam directamente nos conceitos expostos na secção relativa a Síndrome de Deficiência Postural – SDP.

Nestas patologias a componente oftalmológica passou a ser importante no tratamento destes problemas.

Nalguns casos a nossa acção tem uma eficácia relevante e fundamental.

As novas abordagens terapêuticas ao nosso alcance, sem recurso a terapêuticas medicamentosas nem a sessões de treino acompanhado, passam pela utilização de prismas posturais, filtros de vários comprimentos de onda, complementos alimentares, terapias integradas no grande capítulo da optometria comportamental, acções de fototerapia e correcção de anomalias de reflexos primitivos bem como uso palmilhas posturais e estimulação auditivo-sensorial (método Tomatis).

Em muitas situações os efeitos destas medidas são imediatos, encurtando o tempo clinicamente necessário para o seu tratamento.

Como a colaboração com os professores, psicólogos e pais, é fundamental, organizarmos, sempre que seja do interesse destes grupos, ciclos de conferências para grupos restritos a fim de a informação tornar mais acessível o exercício de uma terapêutica que é essencialmente multidisciplinar.

Posturologia

Síndrome de Deficiência Postural – SDP

O síndrome de deficiência postural (SDP) é, no essencial, uma disfunção do nosso sistema de controlo da postura e/ou da tonicidade muscular. Há uma alteração profunda da propriocepção  – considerada o nosso 6º sentido.

Calcula-se em 10 % a população que pode sofrer desta afecção nos seus múltiplos e variados aspectos.

Sintomas

O SDP geralmente não é diagnosticado como tal uma vez que se pode apresentar sob as formas mais diversas: depressões, enxaqueca, tonturas, dificuldades de leiturasem justificação aparente em problemas escolares, angústia e mal estar em espaços abertos (como os centros comerciais e supermercados), dores nas costas ou disseminadas pelo corpo (semelhantes às fibromialgias), bruxismo (“ranger” de dentes durante a noite), insónias, etc. Geralmente os doentes com SDP apresentam mais do que uma destas patologias associadas. Por este facto é que um dos primeiros sinais de alerta é a “coincidência” de concorrerem no mesmo doente algumas destas patologias ou a resistência ao tratamento de qualquer delas. Pelo vasto leque de queixa é normal os doentes tratarem-se em múltiplas especialidades médicas com resultados variáveis mas sempre sob uma forma que o doente aceita como de doença crónica.

Origem

O SDP tem origem no mau funcionamento do chamado Sistema Postural Fino. O funcionamento deste sistema depende da coordenação dos seguintes “órgãos”: olho e músculos oculares, articulação temporomaxilar e dentes, ouvido interno e “sensibilidade” da planta dos pés (transmitida pelo eixo constituído pelos membros inferiores e coluna vertebral). A não coordenação destes “órgãos” pode existir mesmo sem que nenhuma doença afecte particularmente nenhum deles – é a relação entre eles que está perturbada.

Diagnóstico

O diagnostico do SDP passa por múltiplos exames físicos e funcionais embora o que actualmente se possa considerar como o mais rigoroso e quantificável seja a estabilometria.

A estabilometria consiste na colocação do indivíduo sobre uma placa com sensores, que ligada a um computador vai fazendo o registo “on line” das suas oscilações, separando a importância e ou comprometimento dos vários sistemas implicados: visão e músculos oculares, ouvido interno, articulação temporomaxilar e plantar dos pés e coluna.

A evolução e o aumento da importância deste exame cujos princípios e equipamento já existiam, ainda que de uma forma mais recuada, deve-se à evolução da tecnologia electrónica mas, principalmente, à aplicação das novas técnicas matemáticas e estatísticas, com recurso a computadores de grande capacidade, desenvolvidas na nossa clínica, que permitem concluir sobre a interrelação, evolução e avaliação quantitativa dos diversos sistemas intervenientes.

Terapêutica

As novas abordagens terapêuticas incidem na integração de todos os sistemas que têm papel relevante no sistema postural fino: sistema óptico através de prismas posturais e de exercícios para a função visual e percepção visual, equilíbrio do sistema plantar e estimulação auditivo-sensorial através de audições programadas e manipuladas de trechos musicais – (método Tomatis).

Divulgação

A oftalmologia é a especialidade médica que melhor se encontra colocada para o diagnóstico e tratamento do SDP, sendo relevante, muitas vezes, a intervenção de fisiatras e estomatologistas.

A divulgação do SDP, tratando-se de uma doença eminentemente multidisciplinar, é lenta e difícil.

A Clínica Oftalmológica Rufino Ribeiro, SA, tem-se dedicado a esta área desde os seus primórdios, há cerca de 20 anos.

A sua acção de divulgação tem-se pontuado por múltiplas conferências nos vários meios profissionais que devem estar familiarizados com esta afecção.

Contactologia

Na área da contactologia abordamos regularmente os seguintes tópicos:

  • Lentes de contacto de uso permanente ou diário
  • Lentes de contacto para correcção do astigmatismo
  • Lentes de contacto bifocais para visão de longe e perto
  • Tratamento da miopia em crianças e jovens para estabilização e/ou diminuição da graduação – Ortoqueratologia –

O uso de lentes de contacto é fácil a partir dos 7 anos de idade e tem indicação em muitas áreas de grande utilidade.

Podem ser inclusivamente, a única forma adequada de permitir um correcto desenvolvimento da visão como é o caso das anisometropias (diferenças acentuadas de graduação entre os dois olhos) ou de graduação muito elevada em que os óculos não proporcionam uma boa visão lateral, são desconfortáveis e limitantes para muitas tarefas do dia-a-dia, nomeadamente actividades físicas e desportos.

Baixa visão

A existência de um departamento dedicado à reabilitação dos doentes com baixa visão foi introduzida em Portugal nos anos 70 pela clinica através de um contrato para a instalação e formação de pessoal técnico pela empresa sueca LVI (Low Vision International) à data uma das pioneiras no mundo neste ramo de oftalmologia.

Posteriormente colaboramos na instalação e formação de outros centros em Portugal bem como procedemos a alguns cursos de formação e divulgação dirigidos a professores, especialmente aos do ensino especial.

A consulta de baixa visão consiste na utilização de equipamentos especiais tais como lupas, telelupas, telescópios, sistemas electrónicos de ampliação de imagem, etc. Estes meios requerem uma selecção e um treino específico para a sua correcta utilização.

What information can be found in my health record

health record is created any time you see a health professional such as a doctor, nurse, dentist, chiropractor, or psychiatrist. You could find the following in your health record:

  • Your medical history and your family’s medical history
  • Labs and x-rays
  • Medications prescribed
  • Alcohol use and sexual activity
  • Details about your lifestyle (smoking, exercise, recreational drug use, high-risk sports, stress levels)
  • Doctor/nurse notes
  • Results of operations and proceduresGenetic testing
  • Research participation
  • Any Information you provide on applications for disability, life or accidental insurance with private insurers or government programs
  • Driver’s License
  • Social Security Number
  • Financial information such as credit cards and payment info

Estrabismo e Ambliopia

Novos conceitos terapêuticos de reabilitação da ambliopia (baixa visão por não utilização de um dos olhos):

  • Translid Binocular Interaction (TBI) ;
  • Correcção Prismática (prismas activos);
  • Fototerapia

Who has access to my health records

Many more people than you would ever want, including people outside the health care industry.

  • Insurance companies
  • Government agencies especially if you receive Medicare, Medicaid, SCHIP, SSI, Workers Comp or any local, state or federal assistance
  • Employers
  • Banks, Financial Institutions
  • Researchers
  • If you are involved in a court case, your health records can be subpoenaed and available to the public
  • Marketers
  • Drug companies
  • Data miners
  • Transcribers in and outside the U.S.
  • Many health websites collect information about you

Retina

Retinopatia diabética

Esta afecção ocular devida à diabetes pode assumir múltiplas formas em diversas fases da sua evolução. O seu acompanhamento em consultas periódicas e exames complementares adequados é imperativo.

Possíveis tratamentos:

  • Laserterapia
  • Injecções intravítreas de anti-angiogénicos
  • Vitreolise enzimática
  • Agentes físicos
  • Cirurgia (vitrectomia)

Degenerescência macular relacionada com a idade (DMRI)

É uma doença da mácula (zona central da retina responsável pela nossa melhor acuidade visual) relacionada, como o proprio nome indica com factores circulatórios inerentes ao envelhecimento

Os tratamentos actualmente disponíveis passam, essencialmente, pela introdução de medicamentos anti-angiogénicos intraoculares, terapêuticas com raios laser como a terapia fotodinâmica e a termoterapia transpupilar (TTT).

Os complementos alimentares multi-vitamínicos e minerais também são usados como coadjuvantes das terapêuticas, bem como outras formas de fisioterapia (TEC – Transferência Eléctrica Capacitativa).

Investigationes demonstraverunt lectores legere me lius quod ii legunt saepius

Ut wisi enim ad minim veniam, quis nostrud exerci tation ullamcorper suscipit lobortis nisl ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril delenit augue duis dolore te feugait nulla facilisi. Nam liber tempor cum soluta nobis eleifend option congue nihil imperdiet doming id quod mazim placerat facer possim assum.

Córnea

Neste ponto destacamos pela sua alta frequência o Síndrome do Olho Seco e as novas abordagens terapêuticas.

O tratamento clássico com o recurso às múltiplas formulações de lágrimas lubrificantes e de conforto que existem no mercado pode ser tratado nos casos mais resistentes complasma enriquecido com factores de crescimento (PRGF).

O plasma enriquecido com factores de crescimento é obtido a partir do sangue do doente do qual se obtêm colírios cuja aplicação se processa habitualmente 2 vezes ao dia.

A partir de uma colheita obtém-se geralmente a quantidade de plasma activado suficiente para um tratamento com a duração de 3 meses findo o qual uma alta percentagem de doentes deixa de sentir necessidade de recorrer às lágrimas artificiais ou, a sua utilização, passa a ser esporádica.

O plasma enriquecido com factores de crescimentos é obtido a partir do sangue do doente após um processo laboratorial rápido e é utilizado (com diversas fórmulas de preparação) em múltiplas patologias como o tratamento do olho seco, tratamento estético das rugas, tratamento de úlceras tróficas graves da córnea além de múltiplas aplicações em áreas da medicina como ortopedia, traumatologia, estomatologia e cirurgia vascular entre outras.

No caso do tratamento do olho seco, grave ou moderado, a sua aplicação consegue em altíssima percentagem de casos eliminar durante períodos que podem ultrapassar o ano, o uso de qualquer tratamento ou tornar muito menos frequente a dependência de lágrimas artificiais. O seu efeito deve-se à capacidade de regeneração dos tecidos (neste caso o epitélio da córnea) que evita as erosões e micro úlceras, produzidas pela secura e que são a causa do incómodo ou mesmo dôr referida pelos doentes.

Can my personal health information be used and disclosed without any notice to me or without my informed consent at the time of treatment

Yes.

The Amended HIPAA Privacy Rule states only that you must receive a Privacy Notice telling you how your personal health information will be used and disclosed. Section 164.520(c) (2) (i) (A).
Privacy Notices are often mistaken for consent forms, but they are simply notices telling you what will happen to your medical records.

Glaucoma

Novas abordagens terapêuticas médico cirúrgicas

Trata-se de uma afecção que atinge cerca de 5 % da população com 60 anos e cuja percentagem vai aumentando com a idade que resulta essencialmente na subida da tensão ocular.

Tem início lento, insidioso e não é perceptível qualquer sintoma pelo doente a não ser nas fases tardias.

Deve-se portanto rastrear a doença sistematicamente nos adultos pelo menos ano a ano nos mais idosos e de 2 em 2 anos nos adultos jovens ou de meia idade.

O tratamento convencional consiste na aplicação de gotas para baixar a tensão ocular.

Actualmente o laser é um tratamento que pode reforçar ou em casos mais iniciais substituir total ou parcialmente o uso de gotas nos olhos.

A cirurgia – anteriormente reservada para os casos extremos em que o conjunto de 3 ou 4 gotas de tipo diferente não eram suficientes para controlar a doença – passou a poder ser usada tendencialmente mais cedo dada a existência de técnicas muito menos agressivas e portanto de menor risco.

Referimo-nos à Esclerotomia Parcial Profunda não Penetrante, aos “stents” no canal de escoamento do humor aquoso, aos cateterismos das veias aquosas e do canal de Schlemm, e por fim às válvulas.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy

Claritas est etiam processus dynamicus, qui sequitur mutationem consuetudium lectorum. Mirum est notare quam littera gothica, quam nunc putamus parum claram, anteposuerit litterarum formas humanitatis per seacula quarta decima et quinta decima. Eodem modo typi, qui nunc nobis videntur parum clari, fiant sollemnes in futurum.

Claritas est etiam processus dynamicus, qui sequitur mutationem consuetudium lectorum

Claritas est etiam processus dynamicus, qui sequitur mutationem consuetudium lectorum. Mirum est notare quam littera gothica, quam nunc putamus parum claram, anteposuerit litterarum formas humanitatis per seacula quarta decima et quinta decima. Eodem modo typi, qui nunc nobis videntur parum clari, fiant sollemnes in futurum.

Nam liber tempor cum soluta nobis eleifend option congue

Nam liber tempor cum soluta nobis eleifend option congue nihil imperdiet doming id quod mazim placerat facer possim assum. Typi non habent claritatem insitam; est usus legentis in iis qui facit eorum claritatem. Investigationes demonstraverunt lectores legere me lius quod ii legunt saepius.

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam, quis nostrud exerci tation ullamcorper suscipit lobortis nisl ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril delenit augue duis dolore te feugait nulla facilisi.